Desapego: Tchau, Móveis!

originalmente postado em 18/07/2016

Vou me mudar para outro país, não tenho onde deixar minhas coisas, moro de aluguel. E agora?

Esse post é bem simples, apesar de ser um assunto bem particular. Conto aqui a minha experiência.

Captura de tela 2016-07-08 às 10.50.17.png

Nós morávamos de aluguel, há quatro anos, no mesmo apartamento. Quando alugamos, lá no começo de 2012, não precisamos mobiliar muito.

O local tinha: armários (na cozinha, sala, varanda, área de serviço e dois quartos), escrivaninha, mesa de bar (aquelas que dividem a cozinha da sala).

Levamos uma cama (que já era do meu marido), ganhamos uma geladeira, um microondas e uma máquina de lavar usada – meus pais estavam trocando. Meu irmão também estava trocando o sofá e me deu o antigo que ele tinha. A mesa da sala meus pais me deram de presente, junto com um aparador. A cadeira para a escrivaninha era minha há alguns bons anos já e quando nos mudamos, ela veio junto.

Resumindo, tivemos que pagar o caminhão de mudança, compramos uma TV, um fogão e uma estante para nossos livros. Compramos também alguns eletrodomésticos básicos e assessórios de cozinha. E foi isso. Bem mais simples do que mobiliar uma casa inteira, não é?

Talvez tenha sido por isso que na hora de vender e doar as nossas coisas, não tivemos muito estresse. O que estava bem velhinho, como o sofá, a máquina de lavar e a cama, resolvemos doar. O resto eu fiz um evento no facebook e convidamos nossos amigos para participarem do nosso desapego. Postei também em umas comunidades de vendas da cidade em que moramos, mas não deu muito certo por lá. No fim, vendemos tudo para conhecidos mesmo.

Fiz preços bem baixos, muita gente veio até me falar que eu poderia cobrar mais. Mas achei desnecessário. Precisávamos sair logo do nosso ap alugado e eu não queria ficar barganhando. Não tenho vocação para ficar negociando preço. Se eu botei um preço, acho que aquilo ali é justo e ponto final. Não sou do tipo que vai cobrar mais caro do que o produto vale para ficar negociando o preço final. Acho isso uma perda de tempo e um tanto desconfortável ficar implorando para uma pessoa te pagar um valor X.

Doamos muitas panelas, potes, copos, talheres, roupa de cama, roupa de banho… Tinha muita coisa acumulada. Nos livramos de quase tudo.

Vamos levar para o Canadá algumas roupas de camas, edredom e toalhas de banho que sobraram. Todas estão em bom estado e não temos necessidade de comprar algo novo por lá. E com o desapego das roupas, vai sobrar mala para a gente levar coisas extras. De resto, cafeteira, torradeira, batedeira, liquidificador, livros e tantas outras coisas menores ficaram com as nossas famílias. Quando a gente voltar a gente recupera.

Como ficaremos um ano, temos o direito de trazer utensílios domésticos/eletronicos com a gente. Isso também foi um motivo que a gente relaxou um pouco. E, para ser sincera, a gente também não é nada consumista, do tipo que precisa ter uma casa cheia de itens, uma cozinha completa… Tendo o básico, uma televisão e um videogame com acesso ao netflix nós já estamos bem felizes.

E foi assim, basicamente, que a gente deu adeus a nossa casinha. Hoje estamos de passagem na casa dos meus pais, nos organizando para a partida no próximo mês.

apagar

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s